Visão

O olho é constituído por várias estruturas, sem as quais não seria possível a visão. Quando a luz chega ao nosso olho, atravessa vários meios ópticos, córnea, humor aquoso, cristalino e humor vítreo. Todas estas estruturas devem ser perfeitamente transparentes, caso contrário a luz é impedida de chegar à retina. Cataratas e leucoma da córnea (córnea branca) são exemplos de falta de transparência do cristalino e da córnea respectivamente, que podem levar à cegueira pois impedem a entrada de luz no olho.

Chegada à retina, a luz é detectada por receptores específicos, os cones e os bastonetes que têm a capacidade de transformar a energia luminosa em impulsos nervosos que são depois enviados para o cérebro. É no cérebro que a informação é interpretada e se formam as imagens. A retina é uma estrutura extremamente sensível, os danos provocados nas células fotorreceptoras são irreversíveis.

Diversos estudos referem que cerca de 75% do insucesso escolar, pode dever-se a dificuldades de visão. Segundo um estudo recente, estima-se que em Portugal, mais de 56% da população tenha insuficiência de visão. Cerca de 20% dos portugueses nunca fez um exame visual, 35% não sabe identificar as causas para o aparecimento de problemas visuais e 54% não sabe sequer o que é a radiação UV, desconhecendo a necessidade de correta proteção solar.